sexta-feira, 7 de março de 2014

Tenho medo que as minhas lembranças, tal como a vida, me preguem uma rasteira e me façam esquecer das palavras que levaste contigo da última vez que te vi...tenho já tantas saudades tuas minha querida. Queria dizer-te tantas coisas... tenho a certeza que te susurrei ao ouvido tudo o que gostaria que tu soubesses mas... pudesse eu dizer-tas ainda mais vezes, vezes e vezes sem fim....ADORO-TE MÃE.

Porto, 28 de Fevereiro de 2014

Faz hoje precisamente 33 anos que nos conhecemos, que nos vimos pela primeira vez e em que soubemos que éramos uma da outra.
Nessa altura sofreste para que eu pudesse viver, hoje sou eu que sofro para te ver a partir para uma nova vida.

Ainda não saíste de perto de mim e já tenho o coração cheio de saudades. Fui tão feliz perto de ti que esta troca de dimensões ainda me deixa perdida. Ajuda-me Mãe a encontrar-te a cada passo que dou, em cada decisão que tomo, em cada gesto que faço.

Faltam-me as palavras para te descrever, e mesmo que fosse boa com elas nunca seriam suficientes para te prestar a devida homenagem.

A doença não te poupou nem foi piedosa contigo, mas nunca te tirou o sorriso, a candura, a genuinidade e o amor. Foste uma guerreira e isso mudou-me. Não fui eu quem foi forte, foste tu que nunca me
deixaste querer desistir de ti.
Foste tão generosa comigo, poupaste-me tantas vezes para não me preocupares, que tudo o que fizemos por ti foi pouco. Foste tão generosa que me deixaste os melhores dos irmãos e escolheste para nós o melhor Pai do mundo.

É um verdadeiro previlégio e uma honra ser tua filha.

E se há 5 meses me dissessem que a nossa luta e a nossa história acabariam desta forma, eu voltava, sem hesitar, a fazer tudo outra vez só pelo prazer de ter vivido cada segundo mais ao teu lado.

Adoro-te
Até já

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Há mais de dois anos que não escrevo neste blog feito diário...e dois anos é muittttaaaaaa coisa!
Para começar..PARABÉNS... Mereces tudo Txico.


quinta-feira, 29 de setembro de 2011

C´eST La viE?!

Voltar a Bruxelas tem todos os encantos e mais alguns, até ao momento em que nos apercebemos que nada do que foi será como dantes...
Nunca deveriamos voltar aos sitios onde já fomos muito felizes...é injusto! Para nós e para o resto. Para começar, tem de ser do zero! Primeiro porque as pessoas não são as mesmas, porque as lembranças não se materializam, porque os momentos únicos jamais se irão repetir. A efemeridade das coisa vê -se aqui.
A injustiça surge na comparação!
Bruxelas continua uma cidade encantadora...cheia de oportunidades mas demasiado competitiva, nunca a tinha vivido desta maneira!
Ajuda-nos a crescer, mas à custa de muita coisa, de muitas cedências que nos transformam, e (infelizmente) nem sempre para melhor.
Resignar é a palavra de ordem por estas bandas....aceitar...só depende de nós!
Não foi isto que sonhamos, pois não?!

sábado, 10 de setembro de 2011

BruXelLes...eNcorE uNe fOis

Et voilá...nous sommes arrivé à Bruxelles.







Bonne chance pour nous...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

S_u_aD_S ... tuas.





Köln - Germany


Fria e cinzenta,( tal como os Alemães), Colónia desperta o preconceito guardado desde o 5º ano de escola, quando nos deparamos pela primeira vez com os horrores da 2ª Guerra Mundial. E como é mau termos preconceitos...porque bastam umas horas na Alemanha para repararamos o quanto estamos errados!!!

Pequena mas simpática, a cidade não tem muito para oferecer mas o que há ...vale a pena: o Ludwig Museum , o do Chocolate , a Catedral e muitos bares...cheios de cerveja ;).

O que mais me surpreendeu foi o imenso sentido de humor dos Alemães: Inteligente, prespicaz e conveniente. 1 - 0 para eles. Perco eu, por um lado, por julgar antes de conhecer; ganho no outro pela oportunidade de me redimir ;))).
Na próxima viagem gostava de ir a...Berlim.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

QuaNdo nÃo esTaMOS eM cASa...

... esta é a família que temos :))))


EUroPean CouNciL

Sou uma rapariga cheia de sorte!!!
De repente, sem querer ou sequer contar, fui parar a uma das reuniões mais importantes da Europa: o Conselho Europeu.
27 Presidentes, Chanceleres, Primeiros-Ministros a chegar e a partir durante dois dias, e eu...uma Tuguinha a passar uns tempos na Bélgica, ali, a assitir na primeira fila.
Ser jornalista proporciona, por vezes, oportunidades únicas na vida!